• Cachoeiras Seguras

Atitude pela vida

Atualizado: 31 de out. de 2021

O risco é inerente à vida, é portanto inevitável e elemento de crescimento e amadurecimento, mas buscar o risco deliberadamente é optar pelo desequilíbrio da própria vida.


Mirante da Janela - Chapada dos Veadeiros

por Virgínia Miranda


Na verdade não existe cachoeira segura, mas pode sim existir atitude segura e o compromisso e responsabilidade de quem vende turismo de aventura em proporcionar segurança a seus clientes.

Cachoeiras nascem na natureza profunda, onde existem pedras pequenas, grandes, pontiagudas, escorregadias, vegetação exuberante, animais peçonhentos e umidade com água corrente. O perigo sempre vai existir! Escorregões, picadas de insetos e outros animais, quedas, afogamentos e inúmeras outras vicissitudes ameaçadoras para nós, mas que provêm de situações estruturantes de cenários naturais.


Mirante da Janela - Chapada dos Veadeiros

Observo sempre, em minhas idas a cachoeiras, atitudes deploráveis de turistas. Saltos do alto das cachoeiras ou em poços com muitas pedras, uso de drogas e, principalmente, fotos (selfies) nos lugares mais exóticos possíveis! A selfie anda fazendo estragos, muitos, de tal ordem que epidemiologistas que trabalham com prevenção de doenças adquiridas em viagens turísticas sugeriram, em recente artigo (in Journal of Travel Medicine, 2021) que proibição de selfies seja incluído na lista de requisitos para certas viagens, no mesmo nível em que exigem vacinas contra febre-amarela e cuidados com a malária, por exemplo. A estatística de mortes via selfie é assustadora em todo o mundo e não existe estatística para os que não morrem, mas se acidentam de forma greve com sequelas.


Mirante da Janela - Chapada dos Veadeiros

Na administração das cachoeiras, que tenho visitado, em sua maioria, o controle de quem entra e sai continua acontecendo só na entrada, na arrecadação do bilhete de entrada. Em muitas já existem placas de advertência e sinalização, mas ainda há muito a melhorar. Faltam salva vidas, mais placas de alerta e estrutura para atendimento de emergência.

O acidente que vitimou fatalmente meu filho em uma trilha para uma cachoeira, era totalmente evitável. Se ele tivesse tido mais cuidado ou se existisse uma sinalização de alerta, talvez Cacá ainda estivesse aqui...isso me dói! As mães irão me entender... perigos existem em todo lugar, no turismo na natureza eles se potencializam, alertamos nossos filhos, amigos, conhecidos, mas é necessário o enfrentamento desta cultura do consumo do turismo voltado para a natureza e seus riscos, envolvendo tanto a atitude do consumidor quanto, principalmente, a do empresário que oferece os serviços. Redes Sociais e Influencers Digitais têm um papel importante nisso, são o local onde fotos e textos expõem as aventuras, em escaladas crescentes de risco como referencial para o aplauso, alimentando a cultura do risco; são também responsáveis, assim como os empresários diretos do turismo, pelas tragédias que vemos nesse campo.

As cachoeiras são lindas, mas nosso corpo é frágil e, lembre-se, o mundo não vai acabar amanhã, vá com atenção.

Vá devagar, se cuida!




- Ilustrações: acervo pessoal Virgínia Miranda


#cachoeirasseguras



96 visualizações