• Cachoeiras Seguras

"Descaso nas artes, na segurança, na educação..."

Atualizado: 28 de Ago de 2018

Assim desabafa a coreógrafa e bailarina Gisele Santoro em uma conversa descontraída com Virgínia Miranda, em evento de dança em Brasília.


Teatro Nacional Claudio Santoro - Brasília-DF

Gisele Lóise Serzedello Corrêa Santoro, bailarina e coreógrafa, é responsável por um dos eventos de dança mais elogiados do país, o Seminário Internacional de Dança de Brasília. Referência internacional, o festival reúne tanto a nata do Balé Clássico, quanto da Street Dance. Ela é Coordenadora artística e Diretora do festival desde sua primeira edição.


Viúva do Maestro Claudio Santoro e profissional da dança há décadas, Gisele Santoro conhece bem o esforço enorme exigido aos que, como ela, se empenham em uma trajetória de vida dedicada às artes no Brasil. Para realizar o Seminário de Dança ela teve que lançar mão de recursos próprios. "No Brasil, o descaso é grande e com tudo: com as artes, com a segurança no turismo, com a educação, que é a base de tudo", lamenta. Sempre foi assim em sua longa carreira: desde os anos 1960, projetos de criação de Escolas de Dança, apoiados por governos, foram sistematicamente negligenciados, obrigando-a a efetiva-los com seus próprios recursos. Reconhecida internacionalmente, como bailarina e como Maître-du-Ballet, Gisele trabalhou em mais de 10 países, recebendo inúmeras premiações. Conviveu com grandes bailarinos internacionais e nacionais, conhece bem os percalços dos que seguem esse caminho.


Em recente evento de dança em Brasília, ela se interessou por um de nossos cartazes de divulgação da Campanha #cachoeirasseguras.


Gisele Santoro - Brasília-DF

Não nos surpreende sua curiosidade sobre a Campanha: Gisele e Claudio Santoro sempre cultivaram um interesse genuíno pelas causas sociais. Claudio Santoro era socialista (assim como Gisele), nos anos 1940 foi do Partido Comunista Brasileiro, estudou e trabalhou em diversos países europeus, inclusive do Bloco Soviético, conhecendo e cultivando amizade com os grandes compositores russos, como Igor Strasvinski e outros, sendo influenciado por eles. Foi fundador do Departamento de Música da Universidade de Brasília (UnB) nos anos 1960 e na Ditadura Militar foi exilado (convidado pela Alemanha, viveu em algumas cidades desse país. Mesmo antes do exílio, o casal conhecia e convivia com os maiores nomes da música clássica e da dança do século XX). Claudio Santoro foi um compositor conhecido e aclamado desde os anos 1940, sua obra é objeto de estudo de teses acadêmicas.


De volta do exílio em 1979, o casal Santoro enfrentou diversas dificuldades, inclusive financeiras, e finalmente retornaram a suas respectivas atividades, na música e na dança em Brasília. Claudio fundou a Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional de Brasília, entre outras atividades, e Gisele dedicou-se à fundação da Escola Profissional de Dança e criação do Seminário Internacional de Dança.


Apesar das inumeráveis premiações e condecorações recebidas por cada um deles internacionalmente, suas trajetórias profissionais foram marcadas por dificuldades dentro do Brasil, reflexo direto da fragilidade política e desinteresse pelas artes no país. Ambos, assim como seus 3 filhos também dedicados à dança e música, conhecem bem a negligência a que são sujeitos os artistas e seus projetos profissionais.


Teatro Nacional Claudio Santoro


O reconhecimento da genialidade do Maestro Claudio Santoro veio tardio, logo após seu prematuro falecimento em 1989, no palco, regendo a orquestra que criou. O Teatro Nacional de Brasília, obra de Niemeyer, foi fundado em 1958, levando anos para ser completado devido à sua complexidade arquitetônica e tecnológica. Em 1989 teve seu nome oficialmente mudado, em homenagem a Claudio Santoro, passando a se chamar Teatro Nacional Claudio Santoro.


Infelizmente, esse teatro, que é ícone das Artes em Brasília, está fechado para reforma desde 2014, funcionando apenas o Foyer de uma de suas salas, a Sala Villa-Lobos.


Agradecemos muitíssimo o interesse e o apoio de Gisele Santoro na divulgação de nossa Campanha, especialmente por vir de uma pessoa cuja vida é exemplo de generosidade e olhar voltado para as questões sociais. Uma pessoa que sabe a importância da segurança, da educação e da difusão cultural na formação humanitária de uma população. Esse é um tripé que fundamenta as sociedades democráticas e pelo qual lutamos. Nossa causa é específica - segurança no Turismo de Aventura - mas ela está contextuada na ideia de uma sociedade mais humana para todos.


Maestro Claudio Santoro e Teatro Nacional Claudio Santoro (Brasília-DF)


Sobre Gisele Santoro:

http://wikidanca.net/wiki/index.php/Gis%C3%A8le_Santoro


#cachoeirasseguras

216 visualizações
#cachoeirasseguras  #waterfallsafety

Cachoeiras Seguras procura alertar o público, os consumidores do Turismo de Aventura e Ecoturismo, para os riscos inerentes às atividades típicas desse turismo e para a necessidade de buscar informação sobre segurança quando contratarem serviços oferecidos, quando visitarem parques naturais ou propriedades privadas que oferecem atividades na natureza. Uma campanha de conscientização de segurança e risco, chamando a atenção para a responsabilidade empresarial e dos consumidores e que, por isso mesmo, contribui para a formação de um público exigente, base para a melhoria no setor.

 

 

Waterfall Safety works to alert the public, the consumers of Adventure Tourism and Ecotourism, to the inherent risks found in the typical activities of this sector of tourism and to the need to look for information on safety when contracting services offered, when visiting National Parks or private properties that offer activities in natural environments. A security and risk awareness campaign, drawing attention to corporate and consumer responsibility, and thereby contributing to the formation of a demanding public, the basis for improvement of this industry.

Junte-se à minha lista de contatos
Subscribe to receive news
  • White Facebook Icon

© 2018 cachoeirasseguras - Agradecemos Bayron Valença - Thanks to Bayron Valença the criator of our logo and website - cachoeirasseguras@gmail.com