• Cachoeiras Seguras

Turismo de Aventura - Sobre conceitos

Atualizado: 28 de Ago de 2018



Lemos alguns diálogos em grupos de profissionais e praticantes de esportes radicais nas Redes Sociais, infelizmente de cunho irônico, pretendendo questionar o adjetivo “aventura” associado ao esporte ou ao turismo.


É excelente que profissionais e clientes discutam conceitos, mas uma coisa é fato: no Mercado do Turismo são oferecidos produtos e serviços que incluem as atividades descritas abaixo e é um mercado em pleno aquecimento e divulgação.


O risco é inerente a essas atividades e é o elemento de atração; o aumento da demanda só amplia esse risco; o aumento no número de acidentes é seu sintoma mais visível.


Empreendedores, autoridades e clientes precisam aprofundar as discussões sobre segurança e risco no setor turístico.


TURISMO DE AVENTURA é nomenclatura assumida em Faculdades de Turismo, também pelo Ministério do Turismo brasileiro desde os anos 2000 quando a Pasta ainda funcionava como Ministério do Esporte e Turismo. É nomenclatura adotada também por organismos internacionais como a OMT (Organização Mundial do Turismo) e TIES (Sociedade Internacional de Ecoturismo). Suas atividades relacionadas ou oferecidas no Mercado do Turismo incluem vários esportes (como Rafting, rapel, mountain bike etc.) além de trekking, cachoeiras e outras atividades consideradas menos arriscadas.


A diferença entre turismo e esporte é o caráter recreativo, não competitivo no setor do turismo.


É preciso que fique claro que: uma coisa é o profissional nos vários esportes, no âmbito do esporte; e outra coisa é esse tipo de esporte ser oferecido como atração em pacotes turísticos para o público em geral, e aí vem a necessidade premente de estruturação, projetos de segurança, treinamento de profissionais e cursos preparatórios para quem se aventura. O aumento da demanda por um turismo que oferece atividades de risco é grande e mesmo no âmbito do esporte os acidentes têm aumentado.


Risco evitável deve ser evitado. Inúmeras atividades humanas são arriscadas, essa não é uma característica exclusiva do Turismo de Aventura, além disso é o seu atrativo, mas evitar riscos evitáveis, divulgar informação e melhorar a qualificação (de profissionais e de clientes) além da gestão de segurança são medidas mínimas e imprescindíveis.


#cachoeirasseguras


-> “Turismo de Aventura Orientações Básicas”, Ministério do Turismo (Brasil)  http://www.turismo.gov.br/sites/default/turismo/o_ministerio/publicacoes/downloads_publicacoes/Turismo_de_Aventura_Versxo_Final_IMPRESSxO_.pdf

45 visualizações
#cachoeirasseguras  #waterfallsafety

Cachoeiras Seguras procura alertar o público, os consumidores do Turismo de Aventura e Ecoturismo, para os riscos inerentes às atividades típicas desse turismo e para a necessidade de buscar informação sobre segurança quando contratarem serviços oferecidos, quando visitarem parques naturais ou propriedades privadas que oferecem atividades na natureza. Uma campanha de conscientização de segurança e risco, chamando a atenção para a responsabilidade empresarial e dos consumidores e que, por isso mesmo, contribui para a formação de um público exigente, base para a melhoria no setor.

 

 

Waterfall Safety works to alert the public, the consumers of Adventure Tourism and Ecotourism, to the inherent risks found in the typical activities of this sector of tourism and to the need to look for information on safety when contracting services offered, when visiting National Parks or private properties that offer activities in natural environments. A security and risk awareness campaign, drawing attention to corporate and consumer responsibility, and thereby contributing to the formation of a demanding public, the basis for improvement of this industry.

Junte-se à minha lista de contatos
Subscribe to receive news
  • White Facebook Icon

© 2018 cachoeirasseguras - Agradecemos Bayron Valença - Thanks to Bayron Valença the criator of our logo and website - cachoeirasseguras@gmail.com